Laje FM

87,9 MHZ

RAPIDINHAS POLÍTICAS

05 NOV 2016
05 de Novembro de 2016

05/11/2016  22:36

Passado o período político, a maioria dos candidatos que pleitearam uma vaga no Executivo e no Legislativo, eleitos, ou não, carregam em sua bagagem muitas dívidas e uma apurada prestação de contas junto ao TSE; Para os eleitos,  vem pela frente uma cadeira acolchoada, para os não eleitos uma esperança de o governo acomoda-los  nos diversos setores públicos, que ao vê de muitos, são setores  incômodos pelos feitos no período de campanha, isto é, cada um que queira passar na cara dos eleitos que muito contribuiu para a vitória; É aí onde o cérebro do governo começa a arder, queimar e tentar solucionar, já que a máquina administrativa está trabalhando á base de querosene do Oiapoque ao Chuí. Falava-se muito em  “Sempre surge uma luz atrás do túnel” – Nos dias atuais, surge a luz de  uma “Maria Fumaça” ao seu encontro. Vamos aos fatos:

-  Há 6 anos a enchente destruiu a Avenida Arlinda Véras – Dudui perde a eleição  em 2012 por não ter, sequer,  derrubado uma árvore;  O nosso garoto administrador  fez pior que a enchente – derrubou os barracos do centro da cidade, derrubou as praças Padre Cicero ,Tiro de Guerra , Centro Comercial,  derrubou o pontilhão e ganhou a eleição. Pense em um Tsunami! 

- Por incrível que pareça, todos os candidatos do governo, eleitos, ou não, sentem profundamente a falta do café na casa do Diretor, Jobson Araújo, e da presença do Pajé, Neno, sentado em uma poltrona e acompanhando atentamente a trajetória da campanha. Daqui a 4 anos o cenário não será o mesmo, haverá algumas mudanças – A casa com cor diferente – O café sendo servido em cafeteira – JAZ para alguns personagens – E o Pajé Neno com os cabelos grisalhos, isto é, se não inventar de pintar.

- Saudade do período político está sentindo o eleitorado, onde as  ruas ficavam repletas de transeuntes candidatos, as portas repletas de flores, cartazes e holofotes aguardando o candidato chegar, os cegos e paralíticos sendo abraçados pelos candidatos a ponto de “acontecer um milagre” com a presença daquele “deus pequenino”; Teve candidato que abraçou um boneco pensando que era uma criança sentada no sofá da casa visitada; O mais interessante é presenciar a equipe que acompanha o candidato nas visitas – O sorriso escancarado no rosto de cada um, quando á sua frente está uma criança passando fome, uma pessoa acamada e etc. Entendo e não compreendo – No meu humilde entendimento, era pra todos acompanhar o candidato com o semblante de tristeza, comoção e sentimento de culpa por presenciar cenas aterrorizantes. Como é maravilhoso o tempo da política! Pena que passou, o tempo fechou e a vida de cada candidato voltou ao normal. E nós? O que nos restam para nosso conforto são as verdadeiras palavras que constam nas Escrituras Bíblicas- Todos (milionário ou pobre) fazem as necessidades fisiológicas lendo um jornal, revista, vendo a propaganda de um sabonete,  xampu ou creme dental, ou mexendo no celular (Não vá dizer que não faz isso),  irão morrer e não levarão nada desta vida.

 

- “Bate o pé, bate o pé, bate o pé, bate o pé” assim como o futuro vice-prefeito, Jérciton; Não quer nem ouvir falar em Infraestrutura; A partir do dia 02 de Janeiro,  o ex- Dr. Júnior dará expediente no prédio do Executivo Municipal no cargo pleiteado na última eleição.

- Com esse bate o pé do Dr. Jérciton,  dentre os candidatos derrotados tem alguém já com o sorriso no rosto; Resta saber, se tem competência e conhecimento da área, já que é uma secretaria que vem atuando em diversas reformas e construções na cidade.

- Quem está cotada para assumir a Secretaria de Administração a partir de 2017 é a jovem, Ravena Valença; Assumindo, ou não, muitos já estão tremendo nas “barbas” com a troca de cadeiras que pode vir por aí; Para ela, “alisamento só em salão de cabeleireiro”.

- Há quem afirme que o candidato eleito, Júnior Valença,  venha a assumir uma secretaria no governo do seu sobrinho; A mais provável é a Secretaria de Agricultura;  Quem está de olho aberto e aguardando esta decisão é a candidata, Fabrícia Véras, que é a primeira suplente do Chapão e, automaticamente assumirá uma cadeira no Poder Legislativo. 

 

- Quem não está nada satisfeito com esses comentários é o candidato eleito, Bruno Brito; Ele é o atual Secretário de Agricultura e, segundo as “boas línguas” almeja mais uma pasta para agregar os seus correligionários -  Nada mais, nada menos que a Ação Social. “Vai ser preciso muita bala de canhão para conseguir tirar do poder dos  Valenças esta senhora pasta”.

- Por falar em Poder Legislativo, o governo elegeu 6 vereadores e, obviamente, dentre eles sairá o futuro Presidente da Casa.  Vamos aos nomes: Ricardo Claudino, Bruno Brito, Marcos do Hospital, Ricardo Leite,  Givanilson Ataíde e Júnior Valença. Diz aquele ditado do tempo da minha tataravó – “Os últimos serão os primeiros”. Nos tempos atuais – “Os primeiros serão os primeiros”.

- Ufa de tanto falatório sobre o governo, vamos agora para o grupo da oposição que elegeu 3 vereadores – o vovô da Câmara, Zé da Galera, e os cheirando a leite, Laciel Nunes e o famoso Urubinha. Como todos sabem, o TRE acatou a decisão do Juiz da cidade deixando o candidato eleito nas urnas, Tarcisinho, fora da vida política por um bom tempo. Comenta-se que Urubinha teve apoio maciço do candidato Dudui e do Deputado Federal, JHC no último Pleito; Subtende-se que havia uma briga entre Rico e Dudui para eleger o seu candidato a vereador. O vice, Rico, ganhou com o filho nas urnas e perdeu para as “FORÇAS DO ALÉM” Dudui  e o Pajé, Neno. Diante deste quadro, não será nada difícil o vereador eleito, Urubinha, vir para os braços do nosso garoto administrador e dar adeus ao grupo dos duduienses. Quem viver verá!

- As boas línguas informam que o quadro da oposição da nossa cidade, no momento, é de aguardar o Pleito Estadual; O governo torce pela reeleição do governador e a oposição pelo lançamento de uma candidatura que venha a derrotar o “clã dos Calheiros”. Acontecendo a derrota do atual governador, obviamente a oposição virá com mais força em 2020; Com outro resultado, a bola vai murchar de vez, chuteiras serão amarradas e a nossa terrinha mudará de nome – MURICILAJE. 

- Então é Natal! – Ainda bem que está bem próximo um período onde a paz e a harmonia reinam entre os povos. Quem bateu, chorou,  xingou, ameaçou e apanhou durante a trajetória eleitoral, o sorriso voltou a resplandecer em cada rosto e  a vida segue.

Estas informações são da mais alta ficção científica; Qualquer semelhança com nomes, pessoas ou acontecimentos reais, NÃO é mera coincidência.

Por: Ataíde Júnior

Voltar

© Copyright. 2016 Rádio Laje FM. Todos os direitos reservados.